quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Relato doloroso de uma mulher que ainda não pode se identificar...

Anonymous said...
Só quem passa pela violência doméstica, sabe o que passamos e quanto temos um longo caminho a percorrer. Estou em uma luta contra a lentidão da justiça, é impressionante o que passamos.
Hoje liguei para um atendimento a mulher e fui informada pela advogada que terei que esperar muito ainda, estou sem ter onde morar, morando de favor, sem emprego, doente. Que País é esse??

6 de Dezembro de 2007 18:27

Nenhum comentário: