quinta-feira, 19 de junho de 2008

Alta dos Alimentos: 2 dias para agir!



Jornalista Vera Mattos
Presidente da Fundação Maria Lúcia Jaqueira de Mattos
Dirigente da Seção Bahia - do Capítulo Brasil
do Fórum de Mulheres do Mercosul







 
 
 

Um encontro emergencial de chefes de estado foi convocado para combater a alta dos alimentos. O Secretário Geral da ONU irá receber nossa petição durante o encontro esta quarta-feira. Nos ajude a conseguir 500.000 assinaturas!
Os preços dos alimentos não param de subir. Milhões de pessoas do mundo todo estão sendo afetadas e protestos estão surgindo do Bangladesh á África do Sul. Agências internacionais prevêem que 100 milhões de pessoas correm o risco de morrer de fome. Em resposta, a ONU está convocando um encontro emergencial com chefes de estado em Roma esta semana. Há uma grande chance dos líderes dos países ricos pressionarem por medidas "band-aid", sem endereçar o problema de forma concreta.

O Secretário Geral da ONU, Ban Ki Moon, estará recebendo a nossa petição ás 10:30 da manhã desta quarta-feira. Essa é uma grande oportunidade das nossas vozes chegrem aos líderes globais diretamente. Precisamos aproveitar os 2 dias antes da entrga para juntar no mínimo, meio milhão de assinaturas. Clique no link para assinar a petição se você anida não o fez e encaminhar esse email para todos que você conhece – não só pelos nossos bolsos, como também pelas milhões de pessoas que virão a passar fome no mundo:

http://www.avaaz.org/po/global_food_crisis/4.php?cl=95279933

Mais de 200.000 membros da Avaaz já participaram desta campanha pedindo um fundo alimentar emergencial, o investimento na produção de alimentos em países pobres, a revisão das políticas de subsídios dos países ricos e o não uso de alimentos como biocombustível. Nossa campanha foi lançada a partir do apelo pessoal feito para a nossa comunidade pela Ministra das Relações Internacionais da Serra Leoa, onde 90% da população passam fome. Clique no link para assistir o vídeo.

A crise alimentar, como o aquecimento global, é uma emergência planetária. Essa situação só demonstra o quanto nosso sistema econômico é interdependente e frágil. Nós agora só precisamos nos unir alem das fronteiras e divisões étnico-culturais para lutar pelo nosso direito básico á uma alimentação digna.

Com esperança,

Paul, Ricken, Graziela, Galit, Iain, Ben, Pascal, Veronique, Milena e toda a equipe da Avaaz

Leia mais sobre o assunto:

Líderes mundiais discutirão crise dos alimentos em Roma - Reuters Brasil:
http://br.reuters.com/article/topNews/idBRB24098620080530

Crise dos alimentos deve levar mais 10 milhões à pobreza na América Latina - Folha Online:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u407162.shtml

Crise de alimentos afeta 22 países, adverte FAO - Portal Exame:
http://portalexame.abril.com.br/ae/economia/m0160541.html

---------------------------------


SOBRE A AVAAZ

Avaaz.org é uma organização independente sem fins lucrativos que visa garantir a representação dos valores da sociedade civil global na política internacional em questões que vão desde o aquecimento global até a guerra no Iraque e direitos humanos. Avaaz não recebe dinheiro de governos ou empresas e é composta por uma equipe global sediada em Londres, Nova York, Paris, Washington DC, Genebra e Rio de Janeiro. Avaaz significa "voz" em várias línguas européias e asiáticas.
Por favor adicione avaaz@avaaz.org para sua lista de endereços para garantir que você continue recebendo os nossos alertas. Ou se você prefeir deixar de receber nossos alertasclique aqui


Para entrar em contato com a Avaaz não responda para esse email, escreva para info@avaaz.org, ou envie correspondência para 260 Fifth Avenue, Nova York - NY 10001 EUA. Avaaz.org está presente também em Washington, Londres, Rio de Janeiro e ao redor do mundo.



Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para armazenamento!

Nenhum comentário: